12/07/2012 2

Abafado

By Almi Junior


Piso em falso
E já não sonho mais
Tudo é uma queda demorada
Um copo
Um colapso
Um medo voraz
Um medo de nada
Medo de mim mesmo
De estar sempre preso
A uma chamada
Uma ligação insperada
De mim
Do outro lado
Do lado de cá
Sempre atendo calado
E eu do outro lado falando
Desgovernado
Irritado
Puto com tudo
Xingando o mundo
E praguejando quem quer que seja
Pergunto pra mim de cá
Se não tenho nada a falar
Digo pra criar vergonha na cara
Que eu me racho a cara
Mas eu de cá
Fico calado
Não tenho coragem de dizer
Abro o caderno
Quando é pra puxar assunto
Falo de rádio, de TV
Qualquer coisa tola
Menos o que eu realmente quero
Meu eu sério
Fica mais louco ainda
Abre um caderno
E conversa comigo
De um lado sou eu
Do outro lado é um amigo
Que me apóia
Mesmo que não valha nada
Na verdade
Dos dois lados sou eu
Implorando pra falar
Inventei dois
Pra não precisar explicar

2 Responses to “Abafado”

  1. Muito instigante!

    Milhões de beijos

  2. Muito obrigado Juliana!

Leave a Reply

Quem controla os seus versos?

Mais acessados

Ocorreu um erro neste gadget

Blogroll

About

Blogger templates

Blogger news