Archive for Junho 2012

6/28/2012 0

Oito ou oitenta

By Almi Junior


Drummond me disse
Não rime
Não faz bem

Leminski me disse
Rime
Que mal tem?
A não ser que ele te ensine
A drummondear também

6/27/2012 2

Coração moleque

By Almi Junior



São horas que
Ora me atravessam
Feito lâminas amoladas
Ora me transportam
Me colocam em meio ao nada
Onde nada existe
Onde só o nada me agrada
Silêncio pacificador
Pacifica a dor da alma
Mas o coração
Quem disse?
Fica no mesmo lugar
Teimoso como o cão
Diz
Não arredo o pé, visse?
Fala até com sotaque
E faz todo tipo de meninice
Coisa de criança!
Essa querer ficar
No mesmo lugar
Tomando banho de lembrança.

6/24/2012 0

Quando escrevo

By Almi Junior


Quando tenho a vida 
Nos braços
Deixo a poesia de lado
E vou ficar com a vida

Quando a vida
Se afasta de mim
Esqueço de vez a poesia

Parece que só escrevo
Quando não estou vivo.

6/22/2012 0

Detestável

By Almi Junior



Vivo contraditório
Às canções que canto
Envergonho meu auditório
Infernizo meu santo

Extrapolo!

Não há quem suporte
Esses meus exageros
Dorme a face
Mas a mente sempre acordada,
Por dias inteiros.

Mas sempre serei assim.
Quem me aguenta?
Depois dos setenta
Ninguém mais vai ficar perto de mim
Vou ter que me aturar
Até o fim.

6/17/2012 2 By Almi Junior

Um sábado de tantas presenças
Acaba deixando um domingo cheio de saudades.

Mais acessados

Ocorreu um erro neste gadget

Blogroll

About

Blogger templates

Blogger news