Archive for 01/22/13

1/22/2013 2

Musicada

By Almi Junior


Adormecia
Em meio as músicas
E as minúcias derramadas
No seu cabelo
E no seu pescoço
Um gosto de reviver
Sinto a vida crer
Que somos música
Em essência
Da mais intensa
Forma de ser
Acordava
Em meio as asas
Debruçadas sobre si mesma
E as renúncias caíam
Quando seus cabelos esticavam
Caía o meu queixo
E sem desfecho
De música nos cobriam
Eram pés roçando o céu
Do meu cérebro
Eram seus pés tocando
Instrumentos em mim
O seu sorriso
Roçando a luz do fim do túnel
Da minha espera
Você passava
Calada
Toda musicada
Musa
E cada música
Parecia única
E era

0

A poesia não é minha

By Almi Junior


Eu desisto
De tentar fazer vocês entenderem
Que eu não sou minha poesia
A minha poesia me é
Eu não conto em poesia
Como é a minha vida
Mas ela conta
Como ela quer
Isso não deveria ter burocracia
Deveria ser simples
Como a poesia é
Ao contrário do que muitos pensam
Poesia não limita
Um entendimento se quer
Todo entendimento é válido
E precioso
Mas perde tudo
Quando pensam que aquela poesia
É minha
Não é pra você
Nem pra você
E nem pra você aí
A poesia não tem dono
Não tem autor
Nem leitor
A poesia não é texto
Nem matéria
A poesia é vento
Uns sentem
Outros não
Uns gostam
Outros odeiam que lhe bagunce o cabelo
Uns entendem
Os outros
São esses aí

Mais acessados

Ocorreu um erro neste gadget

Blogroll

About

Blogger templates

Blogger news