11/25/2009 0

Meu tratado com a dor

By Almi Junior

Em fuga implacável
corre o grito com gosto de mar,
e eu correndo contra o inelutável
me desafio a não me afogar.
Quando o ultimo feixe de luz me atravessar intocável
teu cheiro não estará mais no ar.

A manifestação dos meus olhos silenciosos
me rouba, me compra, me vende
em teus beijos nunca cautelosos
em tuas cartas com o teu tradicional inconveniente.
Inoportunos muros amorosos
por mais que me mate sempre,
temos a mesma algema inerente.

E agora que já conseguiste destruir meus pensamentos
se já assinei teus tratos ostensíveis
se já aceitei teus juramentos
acreditei em teus sorrisos invisiveis
nos teus planos impossíveis...
Dor,
não me procure mais.
Por favor.

Leave a Reply

Quem controla os seus versos?

Mais acessados

Ocorreu um erro neste gadget

Blogroll

About

Blogger templates

Blogger news