9/25/2013 0

De vez em quando, estar

By Almi Junior


De vez em quando
Queria apenas estar
E deixar de ser
Qualquer coisa que seja
Qualquer ser que seja

Abandonar o verbo
Por completo
E estar

Na mesa de dominó
Na praça da igreja
Nas esquinas
Com os meninos
E o violão
Descalço
No asfalto
Ou fora dele
Por um momento
Não ser nada
Além
Da minha própria existência

Sem reticências ponto final virgula ponto e virgula dois pontos crase apóstrofo hífen abre aspas ponto de continuação

Como raspas de pão
Que todo mundo esquece sobre a mesa

Estar 
Sobre
Nada
Além de mim

Leave a Reply

Quem controla os seus versos?

Mais acessados

Ocorreu um erro neste gadget

Blogroll

About

Blogger templates

Blogger news