4/02/2013 0

Convulsão atrasada

By Almi Junior


depois ficavam espaços que nem sei de onde surgiram. nem quero.

eu permanecia aonde os pássaros dormiam
gostava do som do lado do seu hemisfério
dormia e acordava ali
dava pulos e surtava de risos
numa nuvem de plumas suas

assunto sério
não dorme
não deixei ainda

pra não ter ida nem vinda
meu corpo balança e permeia seus poros erguidos.

você reclama
os dedos numa xícara de infância
dentro um espelho
reflete você piscando no escuro agitado.

eu falo coisas que não cabem no entendimento
não rende nada além de conversas com cor de programa de tv tedioso.

mas você ri
sabe que é só uma tentativa
de eu não morrer na expectativa
de ver seus passos molhados depois do banho.

Leave a Reply

Quem controla os seus versos?

Mais acessados

Ocorreu um erro neste gadget

Blogroll

About

Blogger templates

Blogger news